Ficar na zona de conforto pode ser muito atrativo — até irresistível. Contudo, acomodar-se em determinada situação é uma das piores coisas que podemos fazer no nosso dia a dia.

Construir um ninho e ficar sempre dentro dele consome a nossa energia, criatividade e motivação. Por isso, dar início a uma nova tarefa e criar um novo hábito deve ser comum a qualquer ser humano.

Pois, somente assim, seremos capazes de evoluir e de alcançar sempre novas conquistas. Afinal, sair da inércia exige que a gente obtenha novos conhecimentos e isso faz parte da nossa prosperidade.

Com o texto de hoje você vai compreender porque nos acostumamos com a zona de conforto. Vai entender também como essa atitude é nociva e o que você pode fazer para não se acomodar. Boa leitura!

Porque a zona de conforto é tão boa?

Ficar sempre em um território conhecido pode ser prazeroso. É bom não precisar se preocupar com novas coisas ou não precisar correr atrás de nada. Isso permite que nós convivamos com nossos medos e controlemos nossa ansiedade.

Afinal, se você não precisa encarar nada diferente não há porque se desgastar, não é mesmo? Mas, por mais que isso seja sedutor, o que a zona de conforto nos traz é uma falsa sensação de segurança. Se acomodar, na verdade, não é garantia de vida boa para ninguém.

É provável que você fique na sua zona de conforto por preguiça, desmotivação ou medo. Ainda, pode ser por soberba, acreditando que já conhece tudo o que há lá fora.

Porém, por qualquer um desses motivos, o que acontece é que você está desperdiçando a sua vida. E desperdiça também o seu talento cada vez que deixa de criar ou aprender algo novo.

Isso gera impacto negativo em diversos setores da sua vida. Principalmente na carreira profissional. Afinal, ninguém quer trabalhar com uma pessoa encostada, que não inova e nem se interessa por nada diferente.

Quem fica na zona de conforto jamais evolui. E isso também é prejudicial à sua saúde. Principalmente quando a sua zona de conforto não inclui nenhuma atividade física. Afinal, o sofá sempre vai parecer mais aconchegante que a esteira da academia.

Como sair da zona de conforto?

O primeiro passo para sair da zona de conforto é enxergar que sua vida está estagnada. Muitas vezes nos tornamos cegos para determinadas situações e, ainda que as outras pessoas nos avisem, é complicado reconhecer e aceitar o que acontece.

Porém, ao sair da estagnação você poderá encontrar melhorias em diversos setores da sua vida, como saúde, novos amigos, mais agilidade mental e autoconfiança. Além disso, seu senso de propósito será impulsionado e você vai compreender o sentido da vida.

Dicas para sair da zona de conforto:

  • sonhe mais e tenha desejos maiores;
  • comprometa-se com novas tarefas, no trabalho ou na vida pessoal;
  • seja curioso: desenvolva novas atividades;
  • leia mais;
  • viaje e conheça culturas diferentes;
  • pratique outro idioma;
  • integre algum grupo diferente;
  • pratique esportes coletivos ou de aventura;
  • seja voluntário;
  • tenha mais momentos de lazer;
  • seja grato.

Agora que você já sabe que não é bom fica na zona de conforto, que tal analisar como anda a sua vida? Você pode pensar em um setor por vez, por exemplo: o que pode melhorar no trabalho? E na vida social? Assim ficará mais fácil identificar as partes onde você estagnou.

Quer receber outras dicas como estas? Assine nossa newsletter e acesse novos textos e conteúdos diretamente no seu e-mail. Escolha vencer!